Município vai pagar 10,5 milhões de euros pela deposição de lixo em aterro

Eduardo Vítor Rodrigues criticou a entidade reguladora do setor, a Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos (ERSAR), por esta ter revisto as tarifas a aplicar pela empresa Suldouro para “valores desadequados e incomportáveis”.

A Suldouro é a empresa responsável pelo tratamento dos resíduos de Gaia (distrito do Porto) e Santa Maria da Feira (distrito de Aveiro).

“Isto significa um aumento de 3,5 milhões (valor total pago no ano 2022) para 10,5 em 2024. Em dois anos, o aumento é de sete milhões de euros. Estamos perante um aumento brutal”, disse Eduardo Vítor Rodrigues, que levou o novo tarifário de resíduos à reunião camarária para conhecimento da vereação.