Galp: investimento de 269 milhões de euros nos combustíveis verdes

A Petrogal, do grupo Galp, obteve este mês uma declaração de impacto ambiental favorável, embora condicionada, para construir a nova unidade de produção de combustíveis verdes em Sines. O projeto HVO (sigla para Hydrogenated Vegetable Oil) representa um investimento de 269 milhões de euros e faz parte de uma aposta da petrolífera na descarbonização das suas atividades.

O projeto HVO visa produzir biogasóleo, bem como combustível de aviação sustentável e nafta (usada, por exemplo, na indústria petroquímica) de base renovável.

“O projeto tem como objetivo transformar matérias residuais, tais como óleos alimentares usados e gorduras animais, em combustíveis de uso corrente, de origem renovável, designadamente biogasóleo, biojet, bionafta e biopropano”, pode ler-se na declaração ambiental emitida pela APA.