Feirantes terão isenção de 50% da taxa de ocupação

O município de Gaia vai debater no dia 3 de abril, uma proposta que visa isentar os feirantes, em cerca de 50%, do pagamento da taxa de ocupação nas feiras municipais caso eles procedam à correta separação dos resíduos. Com isto pretende-se não só contribuir para a defesa do meio ambiente, como estimular a economia local e permitir que o preço final que chega ao consumidor seja mais acessível.

Os serviços municipais competentes irão proceder à colocação de equipamentos de compostagem nos recintos onde se realizam as feiras municipais ou, em alternativa, proceder à recolha de resíduos alimentares para aquele ou outros fins de natureza circular. 

Segundo o artigo 22.º do regulamento municipal aplicável, é um dever do feirante “no final da feira deixar o espaço de venda e as áreas adjacentes limpas e depositar o lixo nos contentores existentes para esse efeito”. Além disso, de forma periódica, os serviços reforçam a separação e o depósito de embalagens nos ecopontos, sensibilizando para a ideia de que estas podem ser recicladas ou reutilizadas. Não obstante, no final das feiras, são deixadas nos recintos quantidades significativas de resíduos que não são aproveitados e que exigem uma limpeza mais exigente e morosa.