Proteja-se da Covid-19. Proteja-se da pneumonia

- publicidade -
ARTIGO DE OPINIÃO

“Qualquer que seja o agente causador de pneumonia, os sintomas manifestam-se habitualmente na forma de febre e calafrios, muitas vezes acompanhados de dores de cabeça e musculares, tosse com ou sem expetoração, dor torácica e dificuldade respiratória, que pode mesmo resultar na sensação de falta de ar”, afirma Paulo Paixão, médico virologista da SYNLAB Portugal e Presidente da Sociedade Portuguesa de Virologia.

Nos tempos que correm, é importante lembrar que a pneumonia mata 16 pessoas por dia em Portugal, e 11 mil pessoas por mês em contexto europeu, segundo dados internacionais e portugueses. A tendência é que estes números continuem a evoluir, devido à atual pandemia que vivemos.

A pneumonia é um quadro de infeção respiratório grave, por atingir uma parte importante do pulmão – o parênquimapulmonar –, correspondente à área onde se efetuam as trocas gasosas, fundamentais para a manutenção da vida. Pode ser desencadeada por diversos microrganismos, dos quais se destacam as bactérias e os vírus. Estes últimos têm ganho particular destaque, uma vez que o SARS-CoV-2 pertence à família de agentes virais causadores desta patologia. De salientar ainda, que para além do vírus SARS-CoV-2, o pneumococo era, e continua a ser, o principal agente responsável por pneumonias a nível mundial. Trata-se de uma bactéria, que em muitos casos, pode ser letal.

Na maior parte dos casos, a pneumonia ocorre quando os mecanismos de defesa da pessoa estão enfraquecidos. É por isso que hoje, mais do que nunca, há uma preocupação acrescida com os grupos de risco, de que fazem parte ou pessoas com problemas respiratórios graves, os doentes oncológicos, obesos, idosos, entre outros. No caso da Covid-19, infeção causada pelo SARS-CoV-2, a maior parte das pessoas infetadasapresentam apenas sintomas ligeiros como febre, dores no corpo e tosse, ou podem mesmo não apresentar qualquer sintoma. No entanto, em cerca de 5% dos doentes pode haver um agravamento do quadro, levando a pneumonia, o estádio mais grave da Covid-19.

Paulo Paixão
- publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor preencha o seu comentário
Por favor preencha o seu nome aqui